Literatura de Bolso

Comentário da matéria “Literatura de Bolso”

Revista Veja

 

Os livros digitais começam a crescer e a ganhar mais investimentos no Brasil. Na semana em que a maior loja virtual do mundo, a Amazon, chega ao país para vender livros eletrônicos, aparecem outros dois novos canais de vendas, as concorrentes Kobo e Google Play.

Com 180 milhões de clientes cadastrados, a gigante Amazon, entra para o mercado brasileiro vendendo 1,4 milhão de livros, incluindo 13 000 títulos em português. Além de também lançar o seu aparelho de leitura digital chamado Kindle.

Para não ficar de fora do mercado, a Livraria Cultura, que já comercializa um total de 1 milhão de livros eletrônicos, sendo 13 000 títulos em português, começou a vender o Kobo, concorrente canadense do Kindle. E ao contrário do Kindle, que permite apenas que a aquisição de livros seja feita pela Amazon, o Kobo pode comprar livros de várias livrarias (menos da sua maior concorrente, é claro, a Amazon).

O Google também não ficou de fora do mercado e lançou no Brasil o aplicativo Play, com 4 milhões de títulos, 10 000 deles em português, oferecendo também a compra ou aluguel de filmes e seriados.

Famosa por comercializar livros por preços menores, a loja virtual da Amazon dará descontos na faixa de 5 a 10% – acordo máximo aceito pela indústria brasileira – contando no lançamento com pelo menos um best-seller com um desconto maior.

Por ora, no Brasil, a Amazon venderá apenas e-books. Diferente dos Estados Unidos, em que é uma enorme loja de departamentos que vende de tudo. Quem sabe no futuro também não teremos aqui esse grande departamento. O melhor, por enquanto, é acompanhar as mudanças que a gigante Amazon trará para o mercado de livros digitais no Brasil, e essa boa disputa de concorrentes que com certeza trará benefícios para os brasileiros.

Compartilhe no Google Plus

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MENU