O clube do bilhão

 

Há um tempo os sites de compras coletivas chamaram a atenção dos consumidores e viraram febre. Agora o modelo que caiu no gosto das pessoas são os clubes de assinatura. Ideias que servem para inspirar novos empreendedores.

Em 2011 nascia nos Estados Unidos uma startup que viria a se tornar um dos clubes de assinatura mais famosos do mundo, o Dollar Shave Club. Ele conquistou três milhões de clientes ao enviar em suas casas lâminas de barbear, loções e cremes. Em 2015 a startup faturou US$ 152 milhões, neste ano foi comprada pela Unilever por US$ 1 bilhão.

Três anos depois empreendedores paulistas replicaram no Brasil o modelo americano e criaram o Home Shave Club. “Atuamos em mais de 70 cidades brasileiras. Nossa meta é ultrapassar 300 em 12 meses”, afirmou um dos fundadores, Arthur da Costa.

Os clubes de assinatura se apoiam na comodidade e nos preços convidativos para conquistar os clientes ao oferecer diferentes produtos como vinhos, cervejas artesanais e cosméticos importados. Aqui cabe a criatividade das empresas. Muitos têm, por exemplo, parcerias com importadores para adquirir produtos inéditos no mercado. Vale também ajuda de blogueiras influentes e gente famosa para se tornar conhecido.

Há outros exemplos brasileiros que vem fazendo sucesso. Por R$79,90 por mês o BistroBox envia aos seus 800 assinantes cinco itens culinários, como temperos, geleias, chás e produtos importados; todos com dicas de uso e curiosidade sobre eles. A Latbox é voltada para o mundo dos cachorros em mensalidades que variam de R$130 a R$180. Já o PetiteBox atua no segmento de gestante e bebê.

Em períodos difíceis de um país, como a economia em queda e o desemprego em alta, as pessoas se viram como podem para conseguir pagar as contas. Não é atoa que nesses momentos o número de novos empreendedores salta a níveis significativos. Mas como em todo negócio, é preciso antes de tudo planejar (mensurar gastos, investimento, estudar o mercado, traçar estratégias, etc) para não se tornar mais um a fechar as portas. Principalmente nessa fase brasileira, inspirações de ideias são sempre bem vindas. Boa sorte!

 

 

*Assunto baseado na reportagem da revista Isto É Dinheiro

Compartilhe no Google Plus

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MENU