É o fim do smarphone?

 

O título da reportagem é bastante ousado – e também precoce. Contudo, é verdade afirmar que nos últimos tempos os novos smartphones lançados já não trazem tantas inovações. O que será que está acontecendo?

Do ponto de vista tecnológico, nem mesmo a Apple e a Samsung conseguiram gerar grandes novidades em seus últimos aparelhos. Tudo parece mais atualizações do que verdadeiras mudanças.

O mais recente smartphone da Samsung, o Galaxy S7, teve apenas algumas melhorias na câmera e processamento, além de um chip para usar o sistema de pagamento Samsung Pay. Em breve a Apple deve lançar o iPhone 7, espera-se que venha com pouca novidade, como o fim da entrada do fone – mas nada confirmado. No seu último modelo, o iPhone 6S, o que veio de novo foi o sistema de toque 3D.

Enquanto os consumidores não se surpreendem, a venda de smartphones também vem caindo. Qual será o motivo que essas consagradas líderes não produzem inovações marcantes? É a falta de ideias? Não, nem tanto né. Não me atrevo a afirmar isso. Ao menos no Brasil, a atual situação da economia contribui para que a gente não tenha pressa para comprar o último lançamento da nossa gigante preferida. Eu também penso que a grande quantidade de aparelhos lançados continuamente atrapalha bastante. Poucos meses depois de muitos terminarem de pagar o novo smartphone, as empresas já lançam sua nova geração. Quem sabe se elas demorassem mais a fazer isso, tanto elas teriam mais tempo com a criatividade e menos prejuízos com baixas vendas, como nós consumidores se sentiríamos mais preparados para comprar novas e estimulantes novidades.

 

 

 

*Artigo baseado na reportagem do jornal Folha de S. Paulo

Compartilhe no Google Plus

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MENU