De porta em porta

 

Quando o assunto é comprar pela internet, há ainda muitas pessoas – principalmente os acima de 40 anos – que são receosas em realizar a comprar sem experimentar o produto. Por isso, as empresas de e-commerce estão apostando nos consultores de vendas.

Esses consultores, parceiros ou vendedores, vão até a casa dos clientes para oferecer os produtos. Isso mesmo, ‘de porta em porta’ como diz no título da matéria. Veja o que diz alguns empreendedores que utilizam desse modelo de negócios.

“Há muitos casos em que a empreendedora [como é chamada as consultoras] divulga sua página em encontros sociais. O cliente entra depois no site e agenda uma visita. A venda pode ocorrer na própria visita ou pelo site”, explica Kendra Pazello, cofundadora as JUV, e-commerce de semijóias.

“O uso de consultores possibilidade vender itens de baixo valor agregado, que ano conseguiríamos disponibilizar no site por conta dos custos altos de manutenção e envio”, afirma Márcia Toyoshina, da Akora Brasil.

“Essa tática pode aumentar até mesmo as compras on-line, já que o cliente sabe que, se precisar, existe alguém do outro lado disposto a ir até a sua casa para lhe apresentar os itens”, diz Gabriel Lima, na eNext.

Tanto lojas físicas foram para o meio virtual, como as empresas que nasceram na web agora estão indo para o mundo físico, e também utilizando a boa e antiga forma de vender de porta em porta. Talvez seja interessante pensar na possibilidade de diversificar o seu negócio, misturando dois canais de vendas como vimos ao longo do texto. Acredito que tudo são tentativas, se você mensurar que foi positivo, ótimo; se não, mude as estratégias.

 

 

*Assunto extraído do Jornal Folha de S. Paulo

Compartilhe no Google Plus

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MENU