Rede social fisga consumidor com ‘botão de comprar’

 

Grandes varejistas apostam em uma nova forma de vender seus produtos: o comércio social. Em outras palavras, eles estão fazendo das redes sociais uma própria plataforma para realizar compras.

O Facebook está testando o botão “comprar” com alguns parceiros varejistas, o que permite os usuários fazer compras dentro de seu site. Já o Pinterest lançou os “pinos compráveis” sobre imagens de produtos que dão informações sobre preço e garantem a segurança dos pagamentos. O Instagram e o Google também vêm trabalhando em ações semelhantes.

Vamos ver mais e mais disso nos próximos anos, à medida que os varejistas adotem as mídias sociais como um canal legítimo de comércio”, disse Robert Howard, da consultoria americana Kurt Salmon.

As redes sociais não ficam com uma parte das vendas – ainda! É claro que esses novos projetos envolvem intenções de expansão e lucro. Por enquanto são tentativas para ver se realmente o comércio social vão funcionar, se os resultados forem positivos elas com certeza vão impor parte do lucro das varejistas. Do lado dos consumidores, talvez essa nova modalidade ainda não desperte tanta segurança para finalizar ali mesmo dentro da rede uma compra, mas essas ações podem direcioná-los para suas lojas tanto físicas como virtuais, ou quem sabe ao menos, aumentar a interação entre marcas e clientes. Outra vertente, é que – apesar de ser meio chato – de certa forma os usuários já se acostumaram com as publicidades nas redes de relacionamento, então não penso que o botão ‘comprar’ possa gerar grande desconforto.

 

 

*Assunto extraído do jornal Valor Econômico

Compartilhe no Google Plus

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MENU