‘Vai ter morte’, diz taxista sobre sistema de corrida particular

 

Revoltados com o Uber, taxistas ameaçam usar a violência para conter a empresa caso os deputados federais aprovem o uso do aplicativo por aqui no Brasil.

“Pode ocorrer sim uma desgraça porque os motoristas estão revoltados. Um grupo veio falar comigo para dizer que, se a lei não fiscalizar esses clandestinos, eles vão tomar uma atitude”, disse Natalício Bezerra, presidente do Sinditaxi (Sindicato dos Taxistas Autônomos de SP), em audiência na Câmera dos Deputados para discutir a regulamentação do app.

“O culpado está aqui, é o senhor Daniel Mangabeira [diretor do Uber no Brasil] através do seu Gui Telles [Guilherme Telles, também diretor], que está lá em Las Vegas tomando champanhe, zombando das leis brasileiras”, afirmou Antônio Raimundo, presidente do Simtetaxis (Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores nas Empresas de Táxi de SP).

O Uber afirmou em nota “seu compromisso com as leis e as instituições e que repudia qualquer tipo de violência”.

Ontem li outra matéria no qual o Uber pede ajuda dos usuários para que a sua proibição não seja efetivada. A votação que irá regulamentar o aplicativo está perto de acontecer. Mas e você, qual a sua opinião? É a favor ou contra o Uber? Quem me acompanha aqui no blog sabe o que eu penso; acredito que o Uber faz parte de um novo cenário que ganha cada vez mais espaço em nosso mundo, o do compartilhamento. Proibi-lo é frear esse avanço, é um retrocesso à inovação.

 

 

*Assunto extraído do Jornal Folha de São Paulo

Compartilhe no Google Plus

1 comentário

  1. O fato de aparecerem na matéria 2 sindicatos em SP que “defendem os motoristas” já mostra que quem está mais nervosinho com o Uber são os sindicalistas que após anos de mamata vão ter que trabalhar.

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MENU