App para trabalhar

Você quer um tablet para trabalhar?

Se você disse sim, saiba que você é bem-visto no mercado e provavelmente pelo seu chefe. Além de ser uma pessoa antenada, que se adapta bem às novas tecnologias, existe uma pesquisa que te favorece. Um estudo encomendado pela fabricante de microcomputadores Dell, afirma que 74% das empresas acreditam que o uso de aparelhos pessoais ajuda a aumentar a produtividade.

Neste cenário, os dispositivos móveis reinam nas novas tecnologias voltadas ao ambiente profissional. Lembrando que o mercado de tecnologia corporativa deverá atingir 3,8 trilhões de dólares neste ano, segundo a consultoria americana Gartner.

Quem comemora são os que investem em aplicativos voltados ao desempenho de atividades profissionais. A Revista Exame nos apresenta a KidoZen, empresa que desenvolveu um software para integrar os vários sistemas essenciais de uma empresa, como finanças, vendas e recursos humanos, de forma que sejam acessados em um aplicativo móvel. Aberta em janeiro do ano passado, a companhia já recebeu 5 milhões de dólares em 2013 e já é lucrativa, tendo como clientes grandes corporações como a Toyota a JetBlue.

Apple e IBM, as gigantes do mercado, se uniram e tem um plano ambicioso em relação ao segmento de tecnologia corporativa. Seus líderes anunciaram uma parceria global para elevar a presença de iPhones e iPads nas grandes empresas. A ideia é que ambas as companhias desenvolvam juntas mais de 100 programas para o mundo corporativo.

Toda esta previsão mercadológica nos ensina muito. Quem trabalha no universo B2B, principalmente como fornecedor de tecnologia, deve ficar atento à evolução dos processos, métodos e comportamentos humanos. Não adianta mais produzir um complexo software e vendê-lo por um alto preço. A computação em nuvem, os dispositivos móveis e os aplicativos já moldaram um novo jeito de digitalizar os processos corporativos, seja de pequenas, médias e grandes empresas. Para continuar na dança, é preciso mudar o passo e ter um novo ritmo.

Fonte: Revista Exame

Compartilhe no Google Plus

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MENU