Projeto brasileiro transporta passageiros com levitação magnética

Um trem de levitação magnética por supercondutividade, testado no Rio há um ano e sete meses, poderá ser produzido e comercializado em breve. O veículo, em funcionamento na Cidade Universitária, é o primeiro no mundo a transportar passageiros com essa tecnologia.

A composição circula sobre trilhos imantados, com baixo consumo de energia e sem emissão de poluentes. Desde fevereiro de 2016, o chamado Maglev-Cobra já transportou cerca de oito mil pessoas.

Nos testes, o projeto da Coppe/UFRJ não apresentou problemas. A próxima etapa é aguardar a certificação, conduzida por um órgão independente.

O Maglev-Cobra está no nível sete da escala TRL, que vai até nove e é adotada pela Nasa para medir o grau de amadurecimento de uma nova tecnologia. Atingir o nível máximo indica que o projeto está pronto para ser comercializado.

Japão, Coreia do Sul e China já dispõem de veículos de levitação magnética em operação comercial. Mas há diferenças entre esses e o Maglev-Cobra. Ele usa uma técnica de levitação estável que dispensa controladores, sensores e atuadores (dispositivos que movimentam uma carga). É um sistema mais confiável, com menos peso e volume.

Compartilhe no Google Plus

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MENU