Trump ameaça o Vale do Silício

 

O novo presidente Donald Trump mal assumiu a presidência dos Estados Unidos e já causou revolta em um ecossistema de grande importância ao país, o Vale do Silício.

As novas políticas de imigração do país dificulta muito a entrada de estrangeiros. Ao mesmo tempo em que entristece milhares de pessoas, também atinge diretamente renomados empresas de tecnologia que dão bastante valor aos imigrantes.

De acordo com a Joint Venture, cerca de 40% dos residentes do Vale do Silício são imigrantes. As empresas de tecnologia procuram talentos em todos os cantos do mundo para agregar inovação em seus negócios e desenvolver produtos e serviços. Além dessa contribuição nas startups, eles também desenvolvem seu próprio negócio, o que acaba contribuindo com diversas áreas, como na economia americana. Estima-se que 50% das startups unicórnios (valor de mercado superior a US$ 1 bilhão), tenham sido criadas por estrangeiros.

O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, escreveu em seu perfil na rede social: ““Meus bisavós vieram da Alemanha, da Áustria e da Polônia. Os pais de Priscila são refugiados da China e do Vietnã. Os Estados Unidos são uma nação de imigrantes, e têm de se orgulhar disso. Como muitos de vocês, estou preocupado com o impacto das recentes ordens executivas assinadas pelo presidente Trump”.

E não foi só ele, outras companhias principalmente de tecnologia mostraram sua insatisfação em protestos, publicações e, recentemente, mostraram interesse em promover uma ação judicial contra o decreto do presidente.

Quando Donald Trump mudou as regras sobre a imigração será que ele não estava pensando na tamanha influência positiva que os imigrantes têm no país? O que também inclui o enorme descontentamento e rejeição da poderosa gama de empresas que são totalmente afetadas com isso? Se a intenção é “proteger” o país, o rumo desse tipo de decisão tem grande chance de ter efeito contrário.

 

 

*Assunto baseado na reportagem do jornal Valor Econômico

Compartilhe no Google Plus

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MENU