A Apple vira alvo

 

O ano de 2016 não começou muito vantajoso para a Apple. A desaceleração da economia chinesa e a alta do dólar são alguns fatores que contribuem para isso. Pela primeira vez o iPhone pode recuar. E agora maçã?

As ações da empresa encerraram 2015 com queda de 4%. Os papeis fecharam cotados abaixo de US$ 100, pior desempenho desde outubro. 30% da produção do iPhone foi cortado no início do ano. Analistas do mercado preveem que essa seja a primeira queda anual de vendas do aparelho desde 2007 quando ele foi lançado. O que pode significar problemas para a companhia, já que o dispositivo representa quase 70% de seu faturamento.

“A Apple vem mostrando falta de vontade de assumir riscos”, disse o analista Rob Enderle com sua visão pessimista.

Mesmo assim, a Apple ainda é a empresa mais valiosa do mundo, US$ 554 bilhões. No ano passado foi à primeira companha a atingir mais de US$ 700 bilhões em valor de mercado.

Em minha opinião acho improvável que algum outro líder se iguale a Steve Jobs. Com certeza da vontade de voltar ao tempo e presenciar incríveis invenções, ações audaciosas ou ao menos, a sua visão inspiradora. Mas Tim Cook tem seu mérito, e principalmente depois que a Apple perdeu Steve, ela precisa constantemente provar ao mercado a sua capacidade. Mesmo se os números continuarem descendo, ainda levaria muito tempo para que a empresa deixasse de ser rentável. Mas normal, as especulações negativas fazem parte quando se está no alto do topo por tantos anos. Eu, não tenho dúvidas sobre a maçã. Sou paciente com suas inovações, essa é a diferença.

 

 

*Artigo baseado na reportagem da revista Isto É Dinheiro

Compartilhe no Google Plus

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MENU