Goiânia na rota da inovação tecnológica

 

“Me chamou a atenção a capacidade da região em empreender. Os inovadores desenvolveram competências para superar obstáculos […], adquiriram um conhecimento profundo do que o mercado realmente precisava, já que o ambiente não era típico para a tecnologia da informação”, afirma Allan Pires, consultor de São Paulo que orientou empresas de Goiânia.

O mercado goiano de inovação tecnológica vive um movimento importante de crescimento. Com novas startups sendo criadas, empresários estão sendo atraídos e o governo e entidades buscam oferecer apoio nessa missão.

Entre essas startups, está a Oobj que criou o sistema Noov para rastrear medicamentos – através da inserção de um código de barras bidimensional – em toda a sua cadeia. A empresa visa atender uma nova demanda que prevê que a partir de 2016 os remédios sejam rastreados por meio de um Identificador Único do Medicamento (IUM).

Um dos fundadores da empresa, André Ramos, afirma da importância do governo nesse momento. “O governo tem incentivado a criação de startups por meio de fomento público concedido pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado e está implantando parques tecnológicos na capital”.

Já a goGeo, especializada em soluções geoespaciais, lançou em março a plataforma BigData Geoespacial que permite, por exemplo, que “bancos, seguradoras e empresas de pagamentos digitais poderão acompanhar geograficamente os dados transacionais de seus clientes para detectar fraudas, analisar risco e entender o perfil do cliente”, explica o seu fundador, Vagner Sacramento.

Outra empresa que tem se destacado é a Zummm, uma agência digital de cargas e fretes. Eles já contam com três mil embarcadores cadastrados e 80 mil transportadores. “Fechamos cerca de 100 transações por dia”, fala um dos fundadores, Almir Firmino. “O nosso lema é não volte vazio e nem fique parado”. Firmino também citou do apoio da Comunidade Tecnológica de Goiás (Comtec). “Ela tem feito ações coordenadas com empresas privadas, governo e prefeitura para fomentar as empresas de tecnologia”.

É com muito prestígio que o cenário goiano está se desenvolvendo cada vez mais na área de tecnologia e chamando a atenção do Brasil. Não apenas isso, mas também ganhando o reconhecimento ao demonstrar que possui mentes inovadoras e grandes profissionais, uma cidade acolhedora e com boa qualidade de vida, e um governo que tem como um dos principais pilares de sua gestão o incentivo a esse setor.  Ainda há muito para crescer, mas estou convicto que estamos no caminho certo.

 

 

*Assunto extraído do Jornal Estadão

Compartilhe no Google Plus

1 comentário

  1. Reilly, muito parabéns por repercutir essa matéria que trás à luz uma pequena parte da inovação praticada em Goiás. Espero que a mesma possa motivar a aparição de muitos outros negócios inovadores que estão incubados ou em gestação em nosso estado.

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MENU