Clubes de assinatura estimulam startups

Há tempos, estudamos segmentação de mercado como estratégia de marketing. Mas parece que enfim um negócio inovador soube  trabalhar bem com nichos específicos e alcançar resultados prósperos e convincentes.

Tratam-se dos clubes de assinaturas que hoje alcançam operações mais maduras, consolidação de marcas e estratégias multicanal. A reportagem do Jornal Valor Econômico cita exemplos bem sucedidos, tais como:

  • O Moka Clube nasceu para estimular o consumo de cafés especiais. Cerca de 800 membros ganham desconto de até 50% no site. Há dois meses, abriu sua loja online para oferecer equipamentos e cafés. Outras iniciativas são a inauguração de um espaço que funcionará como uma academia do café e parcerias com cafeterias em Curitiba (PR).
  • Chefs Club, clube da gastronomia que oferece até 50% de descontos em refeições de uma rede com cerca de 900 restaurantes. O negócio avança 10% ao mês graças à geração de leads por parcerias firmadas com marcas como Multiplus, Globo e Ipiranga, além de clubes de futebol que renderam 70 mil clientes ativos, com média de conversão de 8% a 10% e 20 mil assinantes pagos.
  • A BebêStores, fundada em 2009 e que hoje agrega ainda as marcas MummyStore, KidsStore e ToyStore e no começo do ano comprou a concorrente Baby.com, lançou no ano passado o Clube da Fralda para rentabilizar um produto que soma margem baixa, volume grande e frete caro.

Há muitos mais exemplos de sucesso, com faturamento progressivo e que tem caído no gosto dos brasileiros. Focar em um nicho pode ser uma grande sacada para desenvolver um negócio de excelência e atender um público exigente. Fica a dica para quem pretende empreender.

Compartilhe no Google Plus

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MENU