Na SAP, estratégia é usar a nuvem para ficar mais simples

Comentário da matéria “Na SAP, estratégia é usar a nuvem para ficar mais simples”

Jornal Valor Econômico

 

Para aumentar o seu mercado diante de pequenos e médios clientes, a SAP – maior fornecedora de software da Europa e uma das maiores do mundo em programas de gestão empresarial – simplificou seus produtos ao lançar no Brasil uma versão do pacote Business One, sob o modelo da nuvem computacional.

Ao que tudo indica, a estratégia deu certo. Com os novos contratos gerados com a nuvem, a empresa encerrou o ano com um crescimento de 33% e transformou o Brasil no terceiro mercado para a SAP em novas vendas de software, atrás apenas da Alemanha e Estados Unidos.

Se antes a instalação do Business One podia demorar de dois a três meses, [com a nuvem] isso ocorre em semanas e até três dias”, fala Diego Dzodan, que comanda a região Sul da América Latina da SAP. A simplicidade da ferramenta permitiu que projetos fossem entregues mais rápidos e que as preocupações em torno do sistema diminuíssem.

A computação na nuvem possibilitou inúmeras facilidades, além de uma aproximação maior com a internet – já que o serviço muitas vezes é acessado por ela. A grande preocupação de empresas e também usuários é sobre a segurança das informações armazenadas.

O crescimento da SAP no Brasil na área de pequenos e médios negócios, com certeza irá dar uma “sacudida” na brasileira Totvs, líder desse mercado com 52%. Os objetivos da alemã são grandes, a companhia prevê para 2017 uma receita com aplicativos na nuvem de £ 3 bilhões a £ 3,5 bilhões.

Compartilhe no Google Plus

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MENU