O trabalho do futuro

 

Estamos vivendo mudanças radicais no modelo tradicional de gestão e no mercado de trabalho como um todo. Em outras palavras, estamos protagonizando a chamada Quarta Revolução Industrial.

O Fórum Econômico Mundial divulgou seu estudo no qual aponta que até 2020, os avanços da tecnologia vão excluir 5 milhões de empregos no mundo. A mesma pesquisa também mostrou que 65% das crianças que hoje estão na escola primária, vão trabalhar no futuro com algum tipo de emprego que ainda não existe.

O motivo disso tudo? O avanço da tecnologia em especial no campo da comunicação, robótica e inteligência artificial, e um mundo muito mais conectado, digital e móvel. Além de uma gestão descentralizada, com a agilidade e capacidade de inovar das startups, do compartilhamento de informação e do trabalho em equipe. Tudo isso no lugar de uma cultura burocrática e cheia de hierarquias.

É um novo ambiente colaborativo em que se formam equipes independentes, que possam tomar decisões sozinhas e entregar soluções ao mesmo tempo.

Em vez de remarem em caminhos opostos, as empresas tradicionais estão trazendo a cultura das startups para dentro de suas corporações, e isso principalmente pela intenção de inovar, adquirir novas ideias através das mentes jovens e otimizar os seus negócios. As empresas devem ficar atentas a essas questões. Quem não pensa hoje, por exemplo, em mobilidade, corre grandes chances de ver futuramente o seu negócio afundar. Estar atento às evoluções tecnológicas, procurar inovar sempre, criar um ambiente favorável a isso e apostar na nova geração são algumas atitudes imprescindíveis.

 

 

*Artigo baseado na reportagem da revista Isto É Dinheiro

Compartilhe no Google Plus

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MENU