Programação para todos

Esta matéria da Revista Info é curtinha. Você e lê em dois tempos. Talvez, nem repare na importância do assunto: vivemos uma revolução no processo de ensino/aprendizagem com a inserção das aulas de programação em sala de aula. Já abordamos o assunto por aqui e agora conhecemos mais um projeto que já está no dia a dia de algumas escolas em São Paulo (SP).

A reportagem nos apresenta o Programaê – a iniciativa, mantida pela Fundação Lemann,oferece cursos de programação completos gratuitamente. Quatro escolas e seis ONGs já participam do projeto que ainda é um piloto. As aulas são baseadas no conteúdo de sites como o Codecademy, traduzidas pela fundação, e na linguagem visual Scratch. Tanto instituições de ensino quanto educadores interessados podem fazer o curso.

De acordo com a reportagem, ao fim do curso de seis meses, os alunos desenvolvem um projeto com base no que aprenderam. Na ONG Casa Taiguara, por exemplo, dez jovens de 13 a 21 anos fizeram um jogo, um manipulador de imagens, um buscador de preços e um aplicativo para controlar o uso de água.

Sou muito entusiasta do ensino de programação às nossas crianças. Esta é uma maneira de protagonizarmos as novas gerações como líderes de novos projetos e assumir uma postura mais criativa no uso das tecnologias. Uma nova etapa da inclusão digital que ideologicamente precisa ser mais democrática. Uma evolução no sistema de ensino e formação de nossa população economicamente ativa.

Estou orgulhoso pelos passos adiantados e parabenizo todos os envolvidos. Quem sabe não podemos nos inspirar e realizar um projeto em Goiás também? Quem topa?

 

Fonte: Revista Info

Compartilhe no Google Plus

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MENU