Tecnologia é coisa de mulher

Comentário da matéria “Tecnologia é coisa de mulher”

Revista Info

 

“Segundo dados do Global Enterpreneurship Monitor (GEM), maior estudo mundial sobre empreendedorismo, mais de 52% dos novos negócios no Brasil são iniciados por mulheres. Elas também são maioria na educação superior e detêm 60% dos diplomas concedidos todos os anos no país, segundo o Ministério da Educação. Se elas têm formação e vontade, por que tão poucas se aventuram na área digital?”

Este é um trecho da reportagem “Tecnologia é coisa de mulher”, da Revista Info. Após a leitura, é certo de que a matéria é uma referência no assunto que se propõe. Ao mesmo tempo, em que o texto é ferramenta de estímulo para que o feminino se empedre das oportunidades no setor de TI, nos cargos de liderança e desenvolvimento, formando times mistos e mais preparados para as exigências contemporâneas.

Hoje, 64% da audiência do Facebook e 58% da do Twitter é composta por mulheres. Um estudo do Insper, em São Paulo, comprovou que elas tendem a gastar 20% mais em compras online do que os homens. As diferenças de gêneros em uma equipe de trabalho impactam no melhor entendimento sobre o comportamento do consumidor final e, por isso, geram mudanças significativas e que realmente trazem resultados.

Na reportagem, estão em destaques os grupos de encontros de empreendedorismo e de comunidades online, que têm como principal objetivo incentivar mais mulheres a trabalhar com tecnologia.

Women 2,0 é um grupo que promove eventos entre mulheres nos Estados Unidos e na Índia. Empresas como Google, Facebook, Microsoft, IBM e uma centena de outras, além de muitas startups abraçam a causa.Technovation Challenge é a maior competição mundial de empreendedorismo exclusivo para garotas. Mulheres na Tecnologia promove encontros e atua como portal de notícias.

Iniciativas estas que reforçam que tecnologia não é território exclusivo de homens e que experiências femininas dão tão certas quanto às masculinas. Estimular a vocação para novas profissões às mulheres é papel de uma sociedade evoluída quanto à descaracterização dos papéis e a valorização do potencial de ambos os sexos como seres produtivos. Conheça mais exemplos positivos de mulheres na tecnologia e não deixem de ler a matéria na íntegra.

Compartilhe no Google Plus

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MENU