Twitter e Facebook faturam com propaganda política

Comentário da matéria “Twitter e Facebook faturam com propaganda política”

Jornal Valor Econômico

 

Nos Estados Unidos, ainda não foi eleito o novo presidente, entretanto é possível analisar a postura dos candidatos perante as novas mídias. Obama abriu o caminho em sua última candidatura, no ano de 2008, e agora presencia seu concorrente repetindo a receita.

A campanha de Romney comprou recentemente anúncios no Twitter, de modo que, quando alguém procura “Obama” no Twitter.com, a postagem mais proeminente é uma crítica à política do presidente Barack Obama em relação a Israel. Independente da postura moral dos candidatos é definitivo a procura por uma campanha mais digital e interativa.

“Executivos do Facebook e do Twitter disseram que agora é o momento de transformar a propaganda política em um grande negócio, já que os candidatos e outros agentes da máquina política de Washington em geral usam as redes sociais para ficar conectado com os eleitores, atualizarem-se com as notícias e disputarem com os rivais”, descreve a matéria “Twitter e Facebook faturam com propaganda política”, publicada no Jornal Valor Econômico.

O Facebook tem seis funcionários exclusivos para campanhas políticas. Uma equipe que também faz consultorias exclusivas aos assessores políticos e candidatos. O Twitter lançou campanha direcionada à publicidade política e espera que o interesse aumente para as próximas eleições.

Investir nas redes sociais e em suas versões para plataformas móveis pode ser uma boa solução para um público que assiste cada vez menos TV. De acordo com pesquisa, feita pelo Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), o horário eleitoral não influencia jovens na hora de escolher o candidato. Dos 12.443 entrevistados de todo o país, 60% disseram que não são influenciados pela propaganda na televisão para definir o voto.

Novas plataformas e estratégias para atrair um público cada vez mais tecnológico, interativo e exigente. Reforça-se aqui a prioridade por um conteúdo de qualidade e propostas verdadeiras – que garantam o compromisso e reforcem o vínculo do candidato com o cidadão.

 

Compartilhe no Google Plus

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MENU