Hackers tiram site do Itaú do ar e prometem mais

Comentário da matéria “Hackers tiram site do Itaú do ar e prometem mais”

Revista 247

O grupo “Anonymous” tem se tornado conhecido no mundo todo. Os hackers se organizam como uma comunidade online descentralizada, atuando de forma anônima, de maneira coordenada, geralmente em torno de protestos e outras ações, muitas vezes com o objetivo de promover a liberdade na Internet e a liberdade de expressão.

Em 2011, o grupo de hackers ganhou fama internacional ao atacar sites das nações como Tunísia, Egito e Líbia, reforçando as ações pró-democráticas oriundas da chamada Primavera Árabe. Diversos membros do Anonymous demonstraram apoio também ao movimento Occupy Wall Street, atendendo aos protestos locais e criando blogs que davam cobertura ao movimento. Mais recentemente, o grupo derrubou as páginas do Departamento de Justiça, ao FBI e Universal Music Group como forma de manifesto contra os projetos de lei da SOPA e PIPA.

Agora, nesta última semana de janeiro, o grupo Anonymous declarou o ataque aos bancos brasileiros. De acordo com a revista on-line 247, os hackers declararam a promoção de uma série de intervenções contra as páginas dos principais bancos brasileiros durante esta semana. E o Itaú-Unibanco foi a primeira vítima, nesta última segunda-feira (30). O site ficou por volta de 10 minutos completamente sem oferecer acesso.

A autoria do ataque foi assumida pelo Anonymous que promete desestabilizar mais sistemas ao longo desta semana. A operação nomeada de #OpWeeksPayment declara estar agindo prol ao fim da corrupção e aos problemas sociais do Brasil. Na terça-feira, houve uma queda no portal do Banco Bradesco, a ação também foi assumida pelo grupo de hackers. Neste momento, o Banco do Brasil pode estar sendo a próxima vítima.

A ofensiva reflete o caráter anárquico de alguns grupos, que tem no domínio da internet um diferencial enorme para se mobilizarem.  Cada vez mais se faz necessário uma equipe altamente especializada em segurança e crimes cibernéticos, capacitada e atuante nas grandes organizações e nações. E a polícia deve se apressar, pois os hackers estão cada vez mais profissionais e gabaritados para a atuação organizada.

 

Compartilhe no Google Plus

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MENU