Foxconn: o escorregadio Terry Gou

Comentário da matéria “Foxconn: o escorregadio Terry Gou

Revista Isto É, 16/10/2011

O brasileiro está ansioso pela produção nacional de iPads e iPhones prometida ao longo deste ano. Desde o início de 2011, existem os anúncios oficiais e oficiosos sobre ampliação e implantação das fábricas da Foxconn, maior montadora de produtos de tecnologia da Apple, em território brasileiro.

Apesar da demora, tudo indica que está próxima a instalação da Foxconn no Brasil. Na última semana, Terry Gou, CEO da montadora, esteve no Planalto Central, reunido com a presidente Dilma e o ministro de Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante. Em resumo, o empresário taiwanês manteve-se convicto sobre os planos de expansão da montadora no país, mas também fez exigências formais.

O taiwanês deixou claro que o Brasil ainda precisa fazer o dever de casa para receber um investimento do porte anunciado” (…), o que inclui a implantação de um pólo industrial de 2,2 milhões de metros quadrados, entre outras coisas, como capacitar a mão de obra”, descreve a Revista Isto É, em sua matéria “Foxconn: o escorregadio Terry Gou”.

Até o momento, a medida mais importante realizada pelo Governo Federal foi a Lei do Tablet, um conjunto de incentivos que promete reduzir em 30% o preço final de celulares e tablets. A presidente já declarou que o BNDES estará disponível par financiar e viabilizar o negócio. Enquanto isto, os Estados se oferecem: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco e Rio Grande do Sul estão na disputa.

Garantir a vinda de fábricas como a Foxconn é sinal no interesse do governo federal em expandir a produção nacional, com foco na industrialização. Medida esta que gera emprego, renda e oportuniza a transferência de tecnologia ao país emergente, que é o Brasil. Reduzir nosso déficit industrial é uma necessidade urgente, como meio de proteger nossa economia e gerar desenvolvimento sólido e contínuo. Por isso, atrair empresas multinacionais é importante, bem como investir e estimular o empreendedorismo local, com foco em inovação e sustentabilidade econômica, social e ambiental.

Compartilhe no Google Plus

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MENU