Com a cabeça nas nuvens

Comentário da matéria “Com a cabeça nas nuvens

Revista Isto É, 23/09/2011

Cloud Computing ou Computação nas Nuvens – este é o nome da tendência em tornar os recursos de computação em atividades on-line. Grande parcela da população já prefere checar seus e-mails, utilizar softwares ou até mesmo jogar através das plataformas da internet, ou seja, usar sistemas que estejam na rede nuvem.

O famoso gmail (webmail), facebook (rede social) e Xbox (jogo) são exemplos de serviços que estão 100% na rede. E você pode acessá-los dos mais diversos dispositivos, desde tablets, notebook, smartphone ou até de um computador.

As facilidades de acesso somados a outros benefícios tem levado o Cloud Computing a um crescimento surpreendente. De acordo com a Revista Isto É, na matéria ‘’Com a cabeça nas nuvens”, quem já adotou o novo conceito está conseguindo reduzir os custos com infraestrutura de tecnologia, ganhar mais agilidade e ser mais flexível na contratação de recursos de computação.

Apesar do otimismo, há alguns pequenos receios. O primeiro refere-se à segurança da informação – muitos temem pela dispersão seus dados na rede e que isto ocasione prejuízos. Entretanto, paralelamente ao investimento em cloud computing está o reforço nas estratégias de segurança on-line.

Mais seriamente está a questão da banda-larga, condição para a eficácia da computação nas nuvens. No Brasil, menos de 20% dos domicílios estão conectados à internet – o motivo principal é o alto custo da internet que corresponde em média 30% do salário mínimo (pesquisa IPEA 2011).

O Brasil corre atrás para não ficar ultrapassado nas principais tendências tecnológicas. Está em andamento o Plano Nacional de Banda Larga, que pretende massificar o acesso à internet através de preços populares. Em nosso estado, temos o Goiás Conectado, projeto que sistemicamente vê a integração e o desenvolvimento das regiões através da democratização da internet, oferecendo estruturas às empresas e condição de qualificação aos cidadãos.       

Compartilhe no Google Plus

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MENU